segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

No poetry today


Please, just me and my box cigarretes, do not disturb. Minimal (just like i'm feeling). Sadness and infinite smokes in my heart and vains. Nicotine trains. Mirrors full of shadows and pure solitude.


ou


Ardores e anacrônicos reflexos errôneos de um céu sem cor, e nossa vez nunca chega quando prontos estamos. Sempre nos pegam com o cós das calças nas mãos e esquecidos ficam nossos secos olhos dentro de uma porra de cortante vidro de maionese.

4 comentários:

bisteca disse...

que merda hein?
hahahahahahaha
ana

bisteca disse...

a sua parte do poema gringo ficou belíssima.

Ana Lígia disse...

déti...gosto muito do 'poema-escrita-divagação'. tanto da parte em inglês quando da parte em português. Muito bom mesmo. A foto - de uma beleza sem comentários.
Boa!
Grande abraço!
Ana Lígia.
www.poemasbrutos.blogspot.com

criatura disse...

AVANTE!!!
Rasgue o verbo e quebre a moral
Cole com saliva os rótulos do sinismo
Sente-se no palco da vida e ria dos atores medíocres que compôem o espetáculo da sociedade... essa, pacata e sonsa massa de maquininhas orgânicas!

Um beijo no cu e um abraço no espaço

Seguidores